Notícias

Comissões da OAB emitem nota conjunta sobre violência rural no Pará

13/07/2017 18h26 - Atualizado em 14/07/2017 16h58

Brasília (Da OAB Nacional) - A Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB e as Comissões de Direitos Humanos das Seccionais da OAB emitiram nota conjunta na qual manifestam preocupação com a questão da escalada da violência no campo que assola o Estado do Pará. Veja a íntegra abaixo da nota, que também é assinada pela Comissão de Direitos Humanos da OAB-TO:

NOTA PÚBLICA

Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB
Comissões de Direitos Humanos das Seccionais da OAB

A Comissão Nacional de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB e as Comissões de Direitos Humanos das Seccionais da OAB abaixo listadas vêm a público manifestar sua preocupação com a situação de extrema violência no campo no Estado do Pará bem como declarar integral apoio às Comissões de Direitos Humanos e de Direito Agrário da OAB - Seccional Pará em sua atuação em prol dos direitos fundamentais das comunidades camponesas.
O contexto de violência no campo se agrava no Pará e em todo o país diante da severa redução das políticas públicas de regularização fundiária em prol de trabalhadores rurais e povos e comunidades tradicionais.

A chacina de 10 trabalhadores rurais ocorrida em Pau D’Arco (25/05) e o recente assassinato de Rosenilton Pereira de Almeida, em Rio Maria (07/07), demonstram a necessidade de atuação rigorosa tanto na punição dos responsáveis pelo massacre como para proteção dos defensores de direitos humanos e prevenção de novos ataques contra lideranças.
Corroboramos a manifestação das Comissões de Direitos Humanos e de Direito Agrário da OAB Pará sobre a necessidade de o Governo do Estado do Pará dar efetividade à Lei Estadual 8.444/2016 - que instituiu o Programa Estadual de Proteção a Defensores de Direitos Humanos -, tendo em vista o histórico trágico de lideranças camponesas assassinadas e ameaçadas de morte naquele Estado.
Afirmamos nosso compromisso de conjugar esforços para cobrar ações efetivas do Estado Brasileiro quanto aos direitos fundamentais dos camponeses.

Assinam a presente Nota Pública:



Everaldo Patriota
Presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB

Isabela Fernandes
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB AC

Ricardo Soares Moraes
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB AL

Epitácio da Silva Almeida
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB AM

Eduardo Rodrigues de Souza
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB BA


Deodato José Ramalho Neto
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB CE

Daniel Muniz da Silva
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB DF

Rafael Silva
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB MA

Christopher Pinho Ferro Scapinelli
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB MS

Wigne Nadjare V. da Silva
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB PB

Marcelo Mascarenha
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB PI

Alexandre Salomão
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB PR

Marcelo Chalreo
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB RJ

Ezequiel Roque do Espírito Santo
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB RO

Hélio Abozaglo Elias
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB RR

Neusa Bastos
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB RS

Martim Sampaio
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB SP

Nayara Gallieta Borges
Presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB TO