Notícias

OAB/TO se reúne com responsável pela delegacia da mulher em busca de atendimento digno as vítimas

08/03/2019 16h34 - Atualizado em 13/03/2019 12h23

Via ASCOM OAB/TO

No Dia Internacional da Mulher a Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Tocantins liderada pela secretária-geral, Ana Laura Coutinho, e pela presidente da Comissão da Mulher Advogada, Jandra Pedreira de Paula, estiveram reunidas nesta sexta-feira, 08, na sede da instituição com o delegado responsável pela Delegacia Especializada em Amparo a Mulher na região sul de Palmas, Udson Guimarães Leite.

Participaram também da reunião o presidente da OAB/TO Gedeon Pitaluga, a Conselheira Federal Kellen Pedreira, a Conselheira Estadual Alessandra Muniz, a vice-presidente da CMA OAB/TO, Silvana Pinho, a secretária-geral da CMA OAB/TO, Lígia Porto, e a membra da CMA OAB/TO, Enelúcia Vieira.

"As agressões às mulheres ocorrem geralmente à noite ou aos finais de semana, de modo que o atendimento 24 horas da delegacia especializada é indispensável para que mais mulheres se sintam seguras para denunciar, para que haja a efetiva punição aos agressores, combatendo, assim, a cultura de violência contra a mulher no Estado do Tocantins", defendeu Coutinho.

A Comissão da Mulher Advogada pleiteou na Assembleia Legislativa do Tocantins a apresentação de um Projeto de Lei que garanta o funcionamento das delegacias da mulher durante 24 horas em todo o Estado. "Palmas lidera o ranking entre as capitais brasileiras quanto aos índices de violência contra a mulher, é um compromisso da OAB Tocantins trabalhar em defesa da sociedade para mudar essa realidade letal na vida das mulheres", ressaltou Jandra Pedreira de Paula.

A abertura desse diálogo com a OAB/TO é vista com como positiva pelo poder público para o avanços das políticas para as mulheres. "É de vital importância para as políticas públicas de combate à violência familiar e doméstica promover esse diálogo institucional", disse Udson Guimarães Leite.

Os altos índices de feminicídio e agressões às mulheres preocupam a diretoria da OAB/TO. A demanda vem mobilizando diversas ações da entidade no intuito de contribuir com a mudança nesse paradigma.

"Importante a visita do delegado que está assumindo a DEAM em Palmas para dialogar sobre os desafios enfrentados, queremos atuar unindo forças para promover atendimento adequado às mulheres vítimas de violência no Tocantins e em Palmas", afirmou Pitaluga.