Notícias

OAB encerra I Encontro de Mulheres com Roda de Conversa e participação do público

14/03/2019 14h14 - Atualizado em 14/03/2019 15h29

Via ASCOM OAB/TO

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Tocantins encerrou o I Encontro de Mulheres com uma roda de conversa em formato descontraído na noite de terça-feira, 13, com a presença de mulheres empoderadas e líderes nos segmentos em que atuam. A maioria deles, referência em carreiras jurídicas.

O presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga, disse que o evento marca a abertura de um espaço importante para a valorização das mulheres advogadas no Tocantins. “É um compromisso da nossa gestão trabalhar pelo fortalecimento da mulher advogada e pelo empoderamento da mulher em todos os espaços sociais, no conselho da Ordem elas ocupam quase 50% dos cargos”, afirmou Pitaluga.

Um grande número de advogadas, advogados e estudantes de direito compareceram ao auditório da OAB/TO para discutir assuntos atuais que envolvem os desafios das mulheres nas carreiras jurídicas e na sociedade.

“Receber tantas mulheres empoderadas, que ocupam o seu espaço é honra para a OAB Tocantins. Mais que isso, marca o compromisso da instituição com a luta pela equidade e valorização das mulheres na sociedade”, disse Janay Garcia.

Uma das três prefeitas de Capitais brasileiras dos 27 Estados, a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, compartilhou um pouco da experiência de ser uma mulher inserida na política e ocupar um cargo de gestão. “É necessário que o discurso e a prática estejam alinhados, de nada adianta mulheres chegarem aos espaços de poder para fazerem mais do mesmo. O que nós estamos fazendo hoje para o município de Palmas como forma de contribuição por esse trabalho é de fato valorizar nossas servidoras e empoderar as mulheres, que atualmente ocupam 72% dos cargos de primeiro e segundo escalão”, ressaltou Cinthia Ribeiro

Entre as mulheres que se destacam como referência na área jurídica, a desembargadora Ângela Prudente abordou os desafios da mulher de investir na carreira e cuidar da família. “Os desafios são grandes, mas é muito gratificante uma vez que a mulher vem lutado e conquistado inúmeros avanços. Hoje nós vemos mulheres ocupando espaços importantes e isso tem trazido uma nova perspectiva, por isso eventos como esse que a OAB Tocantins está organizado são importantes”, destacou Ângela Prudente.

A palestrantes e o público aprovaram a configuração leve do evento. "Acredito que nós acertamos no formato mais informal da roda de conversa para aproximar a OAB Tocantins da jovem advocacia e dos estudantes de direito, um público qualificado que começa a desconstruir a imagem da advocacia como uma profissão masculina e passa a enxergar a Ordem como uma referência na luta por equidade entre homens e mulheres em todos os espaços”, defendeu a secretária-geral da OAB/TO, Ana Laura Coutinho.

O evento também contou com a participação de diversas mulheres que são referência nos segmentos em que atuam. Entre elas a Conselheira Federal da OAB, Kellen Pedreira, a presidente da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica do Tocantins, Elaine Noleto, a delegada responsável pela Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, Lorena Josephine Ponce, a presidente da Liga de Direito das Famílias da Ulbra, Priscila Madruga, a juíza do Trabalho, Suzidarly Ribeiro Teixeira Fernandes, e a promotora de Justiça, Thaís Cairo Souza Lopes.