Notícias

Atos de desagravo reafirmam compromisso da OAB/TO com a defesa das prerrogativas

10/05/2019 19h38 - Atualizado em 13/05/2019 15h58

Via ASCOM OAB/TO

As prerrogativas da advocacia são inegociáveis. Seguindo essa máxima que norteia as ações da nova gestão da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Tocantins foram realizados nesta sexta-feira, 10, dois atos de desagravos. O primeiro em frente à 3° Delegacia de Polícia Civil em Palmas e o segundo na 4° Delegacia Regional de Polícia Civil em Porto Nacional.

“Estamos aqui para mostrar que a Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins tem lado. O lado da advocacia. Se houve tempo em que as prerrogativas eram consideradas privilégios hoje é evidente que elas são imprescindíveis ao direito de defesa do cidadão. Não existe justiça sem o exercício da advocacia”, defendeu o Presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga.

Os atos mobilizaram advogados e advogadas de diversas cidades do Estado. Estes foram os primeiros atos de desagravos da nova gestão da OAB/TO, ambos foram aprovados em sessão do Conselho Seccional da OAB/TO.

“Nós não estamos felizes de precisar realizar atos como este. É sempre triste ver que um advogado, que tem o ofício reconhecido pela constituição federal como essencial a administração da justiça, ter suas prerrogativas violadas. No entanto, reafirmamos que quantas vezes for necessário nós iremos defender as prerrogativas da advocacia”, destacou o Procurador de Prerrogativas, Paulo Roberto de Oliveira e Silva.