Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > NOTÍCIAS > OAB/TO dialoga com TJ/TO para conhecer a proposta do núcleo 4.0 previdenciário
Início do conteúdo da página
NOTÍCIAS

OAB/TO dialoga com TJ/TO para conhecer a proposta do núcleo 4.0 previdenciário

  • Escrito por Dani Braga
  • Criado: Terça, 07 Dezembro 2021 08:54
  • Publicado: Terça, 07 Dezembro 2021 08:54
  • Última Atualização: Terça, 07 Dezembro 2021 08:54
imagem sem descrição.

OAB/TO dialoga com TJ/TO para conhecer a proposta do núcleo 4.0 previdenciário

A Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins, convocou nesta segunda-feira, 06, reunião com o Tribunal de Justiça do Tocantins para conhecer melhor como funcionará o projeto do núcleo 4.0 previdenciário. Durante o encontro uma comitiva composta por dirigentes da OAB/TO, liderada pela presidente em exercício Janay Garcia, solicitou conhecer mais a fundo o projeto que deve ser implementado nos próximos meses.
“Acredito que o diálogo é a melhor forma de construírmos em conjunto um entendimento de como o núcleo 4.0 previdenciário do TJ/TO pode de fato contribuir com o trabalho da advocacia e, consequentemente, promover o acesso do cidadão à Justiça e aos seus direitos com celeridade. Vamos seguir com esta postura propositiva e de diálogo, na busca por um sistema que seja melhor para todos”, disse Janay Garcia.
A coordenadora do núcleo 4.0 previdenciário do Tribunal de Justiça do Tocantins, juíza Silvana Maria Parfieniuk, ressaltou o balanço positivo da reunião neste diálogo institucional sobre o projeto.
“Na reunião que tivemos hoje pela manhã, tanto nas questões das perícias, quanto na questão do alinhamento entre as instituições presentes, eu considero que o diálogo foi bem sucedido. Encontramos vários pontos de convergência e vamos tentar ajustar tudo de modo que o nosso trabalho seja feito de forma cooperativa em benefício do jurisdicionado”, disse Silvana Maria Parfieniuk.
A presidente da Comissão de Direito Previdenciário, Fernanda Fernandes, destacou a importância desta vertente da advocacia essencial à garantia dos direitos do cidadão estar no foco de melhorias pelo sistema judiciário.
“A criação do núcleo, sem sombra de dúvidas, viabilizará que os processos previdenciários transcorram com celeridade. Além do mais, ficamos felizes com a preocupação do TJ em realizar perícias e audiências mensalmente. Acredito que haverá adesão majoritária por parte da advocacia”, destacou Fernanda Fernandes.

registrado em:
Fim do conteúdo da página