CFOAB aprova cota racial de 30% com o apoio da Seccional Tocantins

Dani Braga

Por Dani Braga

Publicada em: 14/12/2020 - 20h 11min
Atualizada em: 18/12/2020 - 17h 26min

Dani Braga
Dani Braga

CFOAB aprova cota racial de 30% com o apoio da Seccional Tocantins


O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou a cota racial de 30% para cargos de direção de Seccionais e Subseções. A medida começa a valer a partir das próximas eleições da Ordem em 2021 e foi aprovada com o voto da bancada da advocacia tocantinense no CFOAB.


O presidente da OAB/TO, Gedeon Pitaluga, comemorou a decisão.


"Aqui no Tocantins nossa gestão empossou pela primeira vez em 30 anos de história uma Comissão da Igualdade Racial. A aprovação dessa cota é uma medida necessária de reparação e criação de espaços de representatividade", disse o presidente da OAB, Gedeon Pitaluga.


“A implementação das políticas de cotas para os Advogados negros pela OAB contempla a necessidade de minimizar o racismo estrutural e o institucional existentes na sociedade. A OAB se torna exemplo para outras instituições no combate ao racismo. A decisão tomada pelo Conselho Federal da OAB, apoiada de forma unânime pelos Conselheiros do Tocantins,  representa um marco histórico na advocacia para o combate efetivo do racismo institucional”, ressaltou o conselheiro federal da OAB, Alessandro Canedo.


O presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB/TO, Cristian Ribas, destacou que essa é uma vitória que vai fazer do sistema democrático da Ordem ainda mais justo. 


“A OAB há quase uma década defende a constitucionalidade do sistema de cotas raciais com base nos princípios da igualdade e da equidade. A aprovação de ações afirmativas dentro da Ordem, fortalece a entidade e conjunto da advocacia brasileira, que caminha para representação classista cada vez mais democrática, representativa e socialmente referenciada”, disse Ribas.


Para o presidente da Comissão da Igualdade Racial da OAB/TO, Domingos Silva, essa vitória é uma reparação história que alegrou toda a classe. 

“A aprovação da cota racial de 30% é um grande avanço e uma grande conquista para o sistema OAB.

 Recebemos com muita alegria esse resultado que faz parte de um amplo diálogo com toda a classe”, disse Silva.